Nota de Repúdio contra Aviltamento da Reputação da jornalista Patrícia Campos Mello

Notícias

O Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região – SINPRO-RIO – através de sua Comissão de Mulheres, vem expressar seu repúdio ao depoimento de Hans River e sua tentativa de aviltar a reputação da jornalista Patrícia Campos Mello, insinuando a existência de favores sexuais oferecidos em troca de informações. Patrícia, uma jornalista premiada, realizou minuciosa pesquisa sobre a propagação de fake news durante o período eleitoral de 2018, pesquisa esta que culminou na instauração de CPMI. Vimos também repudiar as declarações do deputado Eduardo Bolsonaro, de atitude igualmente machista e misógina, de que não tem dúvidas sobre a veracidade das afirmações de Hans. A sociedade está cansada desses ataques que, em última análise, acabam por validar muitas outras agressões de muitos outros homens contra companheiras, esposas, noivas, namoradas, irmãs. Investir contra a imprensa com falsas acusações de qualquer ordem é crime. Falso testemunho, difamação e sexismo são crimes. Desejamos a Hans River e Eduardo Bolsonaro apenas uma coisa: o rigor da lei.
Comissão de Mulheres do SINPRO-RIO